'Apodreçam na cadeia', diz viúva sobre presas por esquartejar motorista

Mulher e filha de Alvaro Pedroso querem condenação de acusadas.
Vítima foi morta e esquartejada em março de 2014 em São Paulo.



VEJA MAIS AQUI
“Eu gostaria que elas apodrecessem na cadeia, morressem lá dentro, e pegassem 30 anos na cabeça”, disse Maria Eli do Nascimento Pedroso, de 51 anos, sobre as três mulheres presas acusadas de matar e esquartejar seu marido em março do ano passado em São Paulo. A filha da vítima, Jesselene, de 28 anos, concorda com a mãe (veja vídeo acima). Elas comentam as declarações de duas das três mulheres presas em reportagem publicada nesta terça-feira (23) pelo G1.

O motorista Alvaro Pedroso, de 55 anos, teve o corpo segmentado em 20 partes, que foram ensacadas e acabaram espalhadas no Cemitério da Consolação, em Higienópolis, e na Praça da Sé, ambas na região central da capital.
saiba mais
Justiça de SP aceita denúncia contra suspeitas de esquartejar motorista
Prostituta diz ter esquartejado corpo de motorista com faca da vítima
MP denuncia 3 mulheres presas por matar e esquartejar motorista em SP
Marlene Gomes, de 57 anos, Marcia Maria de Oliveira, de 33, e Francisca Aurilene Correia da Silva, 35, estão detidas na Penitenciária Feminina de Franco da Rocha, na Grande São Paulo, acusadas dos crimes. Eles são rés no processo de assassinato. O próximo passo do caso será a Justiça marcar a data do julgamento do trio. Se condenadas, poderão pegar a pena máxima, que são 30 anos para cada uma.
A viúva e a filha do motorista esquartejado em SP (Foto: Kleber Thomaz/G1)
A viúva e a filha do motorista esquartejado em SP (Foto: Kleber Thomaz/G1)
Em entrevista ao G1, a prostituta Marlene disse que o crime não foi planejado e matou Alvaro, seu cliente e amante, porque ele a agredia e ameaçava mata-la. Ela alegou que se defendeu das agressões, torturas sexuais e tentativas de assassinato que vinha sofrendo durante quatro anos de programas e relacionamento com o motorista.

Procuradas pela equipe de reportagem para comentarem o assunto, a viúva e a filha do motorista, falaram que o motorista era nervoso, mas não a ponto de agredir ou ameaçar alguém. Também disseram que desconfiam que a morte de Alvaro foi planejada.

Dona de casa, Maria, ainda confirmou que sabia da relação extraconjugal de Alvaro com a garota de programa Marlene. “Meu marido tinha momentos de nervoso, mas nada que justificasse o que elas fizeram com ele”, disse a viúva, que sobrevive com o dinheiro da pensão por morte do marido. “Não merecia morrer daquela forma”.

Marlene falou que a última agressão que sofreu de Alvaro foi no dia 22 de março de 2014, quando ela disse tê-lo empurrado. Em seguida, ele teria caído, batendo a cabeça no vaso sanitário. Ao vê-lo desmaiado, a prostituta martelou a cabeça dele e depois passou a esquarteja-lo com a faca que ele andava (veja no vídeo abaixo).


'Bom marido'
A imagem de homem rude descrita por Marlene não condiz com a lembrança que Jesselene afirmou ter ficado do seu pai. “Ele era um bom marido e um bom pai. Nunca deixou faltar nada”, lembrou a filha.
Ela acredita que o crime foi premeditado. "Essa Marlene atraiu ele para a morte porque ele saiu da casa da minha mãe dizendo que iria conhecer a família da amante. Desde quando prostituta apresenta parente para namorado?", disse Jesselene.
“Ele pode ter errado e ter caído fora das leis de Deus, sabia que adultério era pecado, mas eu perdoei ele mesmo assim”, ponderou Maria, que conheceu Alvaro havia 32 anos. O casal teve dois filhos: além de Jesselene, um rapaz, que não foi localizado pelo G1 para comentar o caso.

A dona de casa disse que a paixão virou amor e depois amizade e que, por isso, não se importava do marido ir se encontrar com Marlene aos finais de semana. “Eu comecei a desconfiar dele sair todo sábado e voltar no dia seguinte, até que um dia ele me contou que estava apaixonado por essa garota de programa que havia conhecido no ônibus onde trabalhava”, disse Maria, que dormia num quarto separado do marido. Os dois não mantinham mais relações sexuais havia quatro anos.

Maria disse que o marido falava do desejo em morar junto com Marlene, mas esta não estaria querendo. A viúva chorou ao contar da última imagem que teve de Alvaro. “Ele saiu de casa num sábado com a roupa do corpo para ver a prostituta. Tomou um café, falou ‘tô indo nega’, e eu falei ‘vá com Deus’”.
Cabeça é achada dentro de saco na Praça da Sé, em São Paulo, nesta quinta-feira (27). Polícia vai apurar se ela pertence a um corpo achado no domingo (23) (Foto: Adriano Lima/Agência O Dia/Estadão Conteúdo)
Cabeça é achada dentro de saco na Praça da Sé, em São Paulo, nesta quinta-feira (27). Polícia vai apurar se ela pertence a um corpo achado no domingo (23) (Foto: Adriano Lima/Agência O Dia/Estadão Conteúdo)

Desaparecimento
Depois do dia 22 de março, Maria e os filhos não tiveram mais notícias de Alvaro. Enquanto isso, restos mortais deles eram espalhados na capital paulista por Marlene, Marcia e Francisca. Elas usaram sacos e carrinhos de compras.

No dia 23 de março, alguns restos mortais foram encontrados no bairro em volta de um cemitério. Na esquina das ruas Sabará com a Sergipe pedestres acharam um saco plástico com pernas e braços sem as dez falanges, que haviam sido extirpadas. Na Rua Coronel José Eusébio foi encontrado tronco sem pele e sem pênis. Na Rua da Consolação estavam as coxas.

Em 27 de março a cabeça foi achada na Praça da Sé. Somente no dia 17 de abril é que um exame de DNA confirmou que os pedaços do cadáver eram mesmo do motorista que estava desaparecido.  “Estou sofrendo até hoje. Nem rever a foto dele eu consigo”, disse Maria.
Polícia chegou a divulgar à imprensa foto das três mulheres acusadas de matar o motorista (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Polícia chegou a divulgar à imprensa foto das três mulheres acusadas de matar o motorista (Foto:

Índios loiros e de pele clara chamam atenção em aldeia no Acre

Suspeita-se que três crianças de Santa Rosa do Purus tenham albinismo.
Elas sofrem com calor e exposição ao sol, segundo a mãe.




VER MAIS IMAGENS E VIDEO =>AQUI


Na Aldeia Nova Mudança, localizada na cidade de Santa Rosa do Purus (AC), a 300 km da capital Rio Branco, três crianças da etnia Kaxinawá destoam do restante da comunidade. De uma família de 8 irmãos, Vanessa, de 5 anos, Orlando, de 3, e a pequena Eleiana, de 1 ano, foram os únicos que nasceram com a pele clara, cabelos loiros e olhos castanhos.
A suspeita é que as crianças tenham albinismo, uma mutação genética que se refere à incapacidade de uma pessoa fabricar corretamente a melanina (leia mais detalhes abaixo).
Eles são normais, só reclamam do sol e, às vezes, ficam doentes, têm coceiras por causa dos mosquitos e alergias."
Elza Kaxinawá, mãe das crianças
Tímida e meio assustada, a mãe das crianças, Elza Kaxinawá, acha que as características dos filhos não fazem deles "diferentes". Mas destaca que as crianças sofrem com o forte calor e a exposição ao sol.
"Vieram assim, não sei o que aconteceu. Eles são normais, só reclamam do sol e, às vezes, ficam doentes, têm coceiras por causa dos mosquitos e alergias. Fora isso, são iguais aos outros", disse.
A coordenadora regional da Fundação Nacional do Índio no Acre (Funai) e do Alto Purus, Maria Evanízia, disse que o órgão, por enquanto, não está fazendo nenhum estudo sobre índios albinos no Acre. "Pode estar ocorrendo algum tipo de mutação genética. No Acre, entre a população indígena, esses foram um dos primeiros casos que nós tomamos ciência", disse.
saiba mais
Fotógrafo registra crianças indígenas albinas em aldeia no interior do Acre
Mistura racial
Procurado pelo G1, o especialista Marcus Maia, coordenador do Programa Pró-Albino, da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), de São Paulo, explicou que ainda não existem estudos que comprovem a existência de albinismo em aldeias. "O caso não é comum."
Segundo Maia, que também é professor de dermatologia na Santa Casa de São Paulo, só seria possível dizer que as crianças são "albinas puras" (ou fruto de mutação genética), se fosse comprovado que essa etnia não se misturou com outras.
"No caso desses índios, precisaria ser investigado primeiro se houve casamentos ou ligações entre índios e outras pessoas de outras raças, principalmente entre pardos e negros, porque aí nós temos a possibilidade de ter sido colocado na aldeia o gene do albinismo. Como essa comunidade é pequena, eles provavelmente tiveram casamentos consanguíneos muito próximos. O gene do albinismo pode ter sido implantado dentro da aldeia e não surgiu por uma mutação", disse.
Vanessa, Orlando e a pequena Eleiana, de 5, 3 e 1 são os caçulas de oito filhos do casal Elza (Foto: Sandra Brito/Arquivo Pessoal)
Vanessa, Orlando e a pequena Eleiana, de 5, 3 e 1 são os caçulas de oito filhos do casal Elza (Foto: Sandra Brito/Arquivo Pessoal)
O doutor em antropologia e diretor do Centro de Filosofia e de Ciências Humanas da Universidade Federal do Acre (Ufac), Jacó Cesár Piccoli, diz que pode ter ocorrido algum casamento interétnico. "Mas é muito temerário falar isso. Para se ter certeza disso, teríamos que buscar em uma cadeia histórica desses casamentos e relações", explicou, destacando que a ocorrência de índios albinos não é assunto da antropologia, mas sim da genética.
O gene do albinismo pode ter sido implantado dentro da aldeia e não surgiu por uma mutação"
Marcus Maia, especialista da Santa Casa de São Paulo
Genética e tipos de albinismo
Segundo Marcus Maia, só é possível que uma pessoa nasça com albinismo se os dois pais forem ao menos portadores do gene.
"Para nascer uma pessoa albina, é necessário que os pais sejam, pelo menos, portadores do albinismo, caso contrário, não nascem pessoas albinas. São três possibilidades: duas pessoas têm que ser portadoras, ou uma é albina e a outra é portadora, ou os dois são albinos do mesmo defeito genético, então, nesse caso, esse casal de índios precisa estar incluído em um desses três casos", acrescentou.
O especialista explicou que existem quatro tipos de albinismo 1, 2, 3 e 4. No tipo 1, OCA1 os indivíduos têm pele e cabelos brancos, olhos claros ao nascer. Alguns, porém, passam a produzir melanina na primeira infância e apresentam aumento na pigmentação.
No OCA-2, o mais comum entre os africanos, a pessoa apresenta cabelo loiro, ruivo, ou vermelho-vivo, como pode ser o caso de Vanessa, Orlando e Eleiana, segundo o especialista, que analisou os indígenas por foto. Nesse tipo de albinismo, os indivíduos têm olhos azuis ou castanhos bem claros. A pele é branca e pode desenvolver sardas e pintas.
O tipo OCA-3 é o mais comum em negros sul-africanos que têm o tom de pele avermelhado ou moreno, cor de cabelo ruiva e olhos claros. Já o OCA-4 é parecido com o subtipo 2.
Elza com a filha caçula Eleiana (Foto: Sandra Brito/Arquivo Pessoal)
Elza com a filha caçula Eleiana
(Foto: Sandra Brito/Arquivo Pessoal)
Atendimento de saúde no Acre
De acordo com gerente de Políticas da Saúde às Populações Vulneráveis, da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), Zilmar Cândida da Silva, como não existe um estudo que comprove que esses índios sejam albinos, o órgão não tem como dar um atendimento preferencial às três crianças.
"O atendimento hospitalar dado à população indígena em geral já é em si diferenciado, pois eles são pacientes especiais. Não tem como, por um fato característico aparente aos olhos, a equipe de saúde tomar uma atitude diferente com os três indiozinhos. Para isso, seria necessário que fosse feita uma investigação antropológica desse novo índio que surge com características albinas ou da raça branca", explicou.
Os principais problemas de saúde para pessoas albinas estão relacionados ao contato com o sol, disse Marcus Maia, da Santa Casa de São Paulo. "Os albinos desenvolvem câncer de pele e envelhecimento precoce. A pele é muito sensível, no caso de indígenas, os perigos seriam maiores, por eles estarem sempre expostos ao sol. Seria necessário um cuidado mais do que especial com eles, ainda mais por serem crianças", falou.
O G1 também entrou em contato com o Ministério da Saúde, no setor responsável pela Saúde Indígena, e foi informado, por meio da assessoria, que o órgão não tem nenhum estudo que comprove a existência dos índios albinos no Brasil.  
A pele de Vanessa e Orlando sofre com a exposição ao sol  (Foto: Sandra Brito/Arquivo Pessoal)
A pele de Vanessa e Orlando sofre com a exposição ao
sol (Foto: Sandra Brito/Arquivo Pessoal)
Albinismo no Brasil
A palavra albino vem do latim albus (branco) e se refere à incapacidade de uma pessoa ou animal de fabricar corretamente a melanina, que dá cor à pele e protege da radiação ultravioleta solar.
Segundo Marcus Maia, a maior parte do albinismo no Brasil é de origem da raça negra, que veio da África. "Boa parte da origem do albinismo no Brasil veio com os escravos, não que eles tenham trazido pessoas albinas. Eles não trouxeram negros albinos, mas eles tinham a marca genética, então, o gene do albinismo no Brasil veio pela África", esclareceu.
Maia disse ainda que no Brasil, segundo a estimativa mundial, deve haver, aproximadamente, 10 mil albinos. "Isso segundo a estimativa mundial, mas aqui no Brasil como há uma grande incidência do gene africano, deve ter um pouco mais do que 10 mil albinos. Ainda não há um estudo de estimativa real no Brasil. A ideia é, com o programa Pró-Albino, nós sabermos esse quantitativo fechado", finalizou.
Índios no Acre
Vivem no estado do Acre ao todo 14 povos indígenas distribuídos em 36 terras com a população de aproximadamente 16 mil índios.
No município de Santa Rosa do Purus vivem mais de três mil índios, segundo dados da Funai. Essa população, composta por três povos indígenas, ocupa uma área demarcada no Alto Purus. Nessa terra, residem dois povos, os Kaxinawás e os Madijas.
Além desta, conforme a Funai, há ainda outra terra que não foi demarcada e está em processo de regularização fundiária, onde residem os Jaminauás.
tópicos:
Santa Rosa do Purus

Acidente com ônibus em rodovia do RS resulta em mortes e deixa feridos

Acidente com ônibus em rodovia do RS resulta em mortes e deixa feridos




Veículo que saiu de Pelotas com destino a Caxias do Sul tombou em Portão.
Resgate trabalha no local; BM informou duas mortes no fim da madrugada.

Ônibus tombou na ERS-240 na madrugada desta quarta-feira (24) (Foto: Paulo Ledur/RBS TV)

Um ônibus tombou na ERS-240, em Portão, no Vale do Sinos, no Rio Grande do Sul, por volta das 3h desta quarta-feira (24). Até o fim da madrugada, o Comando Rodoviário da Brigada Militar informava sobre duas mortes e dezenas de pessoas feridas. Na lista de passageiros havia 31 pessoas, mas a polícia tem a informação de que uma não viajou. Além dos 30 passageiros, dois motoristas estavam no veículo.
Segundo o CRBM, as vítimas que morreram no local são duas mulheres. Entre os feridos, cinco passageiros receberam atendimento na ambulância do Sistema de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foram liberados. Outros 23 foram encaminhados a hospitais da região. Um passageiro teve lesões graves.
"Outros ficaram feridos em membros superiores, inferiores, houve bastante trauma", relatou à Rádio Gaúcha o soldado Leandro, do CRBM.
 
Bombeiros trabalharam no resgate dos feridos após o acidente (Foto: Paulo Ledur/RBS TV)
Bombeiros trabalharam no resgate dos feridos após o acidente (Foto: Paulo Ledur/RBS TV)
Ainda conforme o soldado, que concedeu entrevista no local do acidente, o motorista que dirigia o ônibus no momento do tombamento relatou que foi fechado por um carro e perdeu o controle na rodovia. "Disse que foi fechado neste ponto e, com medo de assalto ou qualquer outra coisa, foi frear o veiculo, mas esse veículo freou bruscamente na frente dele. Então ele perdeu o controle e tombou".
O depoimento formal, entretanto, será colhido na delegacia no decorrer do dia. Primeiramente, a polícia aguarda a recuperação dos feridos para poder ouvi-los. "Até porque o motorista bateu a cabeça no acidente, vamos deixar ele ser medicado e depois, com calma, na delegacia, ele dá a versão dele", concluiu o soldado.
O ônibus saiu de Pelotas, na Região Sul do estado, com destino a Caxias do Sul, na Serra.

Vampeta vê Vasco despreparado para ter R10: "Acho que não vai fechar"

Vampeta vê Vasco despreparado para ter R10: "Acho que não vai fechar"



Ex-jogador diz que craque é capaz de se divertir em campo e ganhar dinheiro e teria destinos mais atraentes no Brasil: "Diferente de vir para Palmeiras, Corinthians..."


VER OS VIDEOSAQUI

O ex-jogador Vampeta acredita ser improvável a contratação de Ronaldinho Gaúcho pelo Vasco. Apesar do projeto da equipe carioca em contar com o craque, o ex-volante, parceiro de R10 na Copa de 2002, disse que tanto a falta de motivação do meia quanto o despreparo do Cruz-maltino para arcar com os custos financeiros da operação tornam a negociação difícil de ser concretizada. Presente no "Seleção SporTV", Vampeta afirmou que times como Corinthians e Palmeiras seriam destinos melhores (assista aos 6 minutos e 20 segundos).
- Com a presença do Ronaldinho, o Atlético-MG conseguiu levar o Jô para a Copa do Mundo. A motivação foi do campeão da América. Aquela motivação, a amizade, com Tardelli, Jô, Ronaldinho, deu uma motivação a mais. Mas não acho que seja o caminho do Vasco com a presença do Ronaldinho. Acho que o Vasco, com o Eurico voltando, vindo de uma segunda divisão, já está em último no Brasileiro. Tem que vencer duas partidas seguidas e torcer para que os outros não ganhem para sair da zona. É diferente se o Ronaldinho vem para o Palmeiras, que está com bala na agulha. Diferente de vir para o Corinthians, que tem o time mais ou menos armado. Não acho legal o Ronaldinho ir para o Vasco. Acho que não vai fechar.
Ronaldinho Gaúcho (Foto: Reprodução/SporTV)
Ronaldinho Gaúcho é alvo do Vasco, que tem projeto de marketing para contar com o craque ( Reprodução/SporTV)

Vampeta também acredita que Ronaldinho, 35 anos, vive a reta final da carreira, um momento em que ganhar dinheiro tem o mesmo valor que conquistar títulos.
SAIBA MAIS
Veja gols, melhores momentos 
e entrevistas sobre o Brasileirão 2015
- Tem uma hora que a chama apaga. E a do Ronaldinho já apagou faz tempo. Eu sempre falo que o jogador, atleta profissional, tem carreira muito curta, termina com 37, 35, enquanto alguns prolongam até 40. Ainda é novo para a vida, mas velho para o futebol. O Ronaldinho se diverte e consegue ganhar dinheiro. Eu, “me pararam”, não conseguiu acontecer nada de bom para eu ganhar dinheiro. Mas tem horas que a chama se apaga. Era só questão de fechar o caixão para ganhar mais uma moeda - disse.
O presidente do Vasco, Eurico Miranda, garantiu nesta terça-feira que a negociação com Ronaldinho continua “90% certo”. O clube criou um projeto de marketing para viabilizar a chegada do meia. O salário seria de R$ 300 mil fixos, mais rendimentos variáveis em ganhos de bilheteria e vendas de produtos oficiais. Fluminense e Corinthians também foram especulados como interessados no craque.




fonte g1.com.br

Atacante Herrera faz exames e será apresentado nesta quarta pelo Vasco

Após anúncio de Andrezinho, jogador é a segunda contratação confirmada pelo clube


O atacante Herrera, ex-Grêmio, Corinthians e Botafogo, esteve em São Januário no horário das atividades do clube nesta tarde. O argentino de 31 anos fez exames médicos e acertou últimos detalhes para ser apresentado nesta quarta-feira pelo clube.
Herrera Botafogo (Foto: Satiro Sodré / Agif)
Depois de passar pelo Botafogo, Herrera voltará a atuar no futebol do Rio de Janeiro (Foto: Satiro Sodré / Agif)


Herrera Botafogo (Foto: Satiro Sodré / Agif)

Lanterna do Brasileiro, o Vasco foi ao mercado e contratou mais um jogador de frente que estava fora do país. Andrezinho também tem acordo com o clube, que sofreu um baque após Leonardo Moura desistir do acerto com o Vasco. As reações da torcida rubro-negra durante toda a segunda-feira fizeram o jogador recuar da decisão e causar revolta nos dirigentes vascaínos.
Herrera estava no Emirates Club, dos Emirados Árabes, e concorrerá a uma vaga no ataque com Gilberto, Riascos, Eder Luis, Thalles e Romarinho. O garoto Yago, de 21 anos, foi emprestado para o Minnesota e vai jogar nos EUA.
Elogiado por Celso Roth, que treinou o argentino no Grêmio, Herrera terá que mostrar que está bem fisicamente no seu retorno ao futebol brasileiro. Nos seus últimos meses no Oriente Médio, o atacante atuou em menos jogos e chegou a ficar na reserva.
Ausente dos treinos de segunda e terça - liberado pelo clube, de acordo com informações da assessoria de imprensa do Vasco -, Gilberto reapareceu no treino desta tarde. Roth e o preparador físico Paulo Paixão comandaram atividades físicas. Nesta quarta, o técnico começa a definir a equipe que enfrenta o Flamengo no clássico de Cuiabá.

Romário confirma no Twitter que deu o telefone de Eurico para Léo Moura

Romário confirma no Twitter que deu
o telefone de Eurico para Léo Moura


Ex-jogador corrobora versão do presidente do Vasco de que o atleta do Fort Lauderdale Strikers buscou uma forma de contato com o Cruz-maltino


A polêmica envolvendo a contratação de Léo Moura pelo Vasco ganhou mais um capítulo. Citado por Eurico Miranda na entrevista coletiva concedida nesta terça-feira, o ex-jogador Romário confirmou que foi procurado pelo ex-jogador do Flamengo para que lhe fosse passado o telefone do dirigente vascaíno. A informação foi postada por Romário em sua conta no Twitter.
- Muita gente me perguntando sobre a declaração do Eurico hoje sobre Léo Moura. É verdade. Léo Moura ligou e me pediu para falar com Eurico. Dei o telefone do Eurico pra ele - escreveu o agora Senador pelo Rio de Janeiro em duas mensagens.
Twitter Romário confirma ter dado telefone de Eurico Miranda para Léo Moura (Foto: Reprodução)
No Twitter, Romário confirma ter dado o telefone de Eurico Miranda para Léo Moura (Foto: Reprodução)



Na apresentação de Celso Roth na manhã desta terça-feira, Eurico Miranda falou sobre Léo Moura. O lateral chegou a ser anunciado como reforço e, menos de quatro horas depois, recuou. Segundo o mandatário vascaíno, foi o ex-jogador do Flamengo quem procurou o Vasco e tratou diretamente com o vice-presidente de futebol José Luis Moreira. O dirigente disse que o jogador foi alertado sobre sua ligação com o arquirrival cruz-maltino e teria dito ser profissional. Para Eurico, Léo Moura não tem palavra. 
– Ele ligou diversas vezes, encheu o saco. Não tratou comigo vez nenhuma. Zé Luis ficou encarregado. No domingo, culminou de ele ir na casa do José Luis Moreira e acertou a vinda dele para o Vasco. Ele não chegou a receber proposta nenhuma do Vasco. Ele foi alertado sobre essa ligação com o Flamengo, mas disse: "Não... Sou profissional". Agora não venha com essa cascata. Quando tomei conhecimento, tive cuidado de dizer que estava acertado e divulguei. Sou daqueles que acha que a palavra vale muito mais do que um contrato escrito, mas infelizmente algumas pessoas não têm palavra – decretou o presidente.
Atualmente no Fort Lauderdale Strikers, dos Estados Unidos, Léo Moura deve ter mesmo como destino o Coritiba. Eurico mostrou irritação sobre o tema e lamentou a atitude do Vasco e revelou até uma ligação para um amigo e ex-jogador de Vasco e Flamengo.  
- O Vasco não procurou o Léo Moura nenhuma vez. O Léo Moura buscou de todas as maneiras e formas tentar vir para o Vasco. Se querem saber, até o Romário ele utilizou para isso. Em princípio eu não estava convencido, mas tudo bem. Quem tratou e quem tinha diretamente falado com ele foi o José Luis Moreira. Ele tem no telefone a quantidade de telefonemas para esse cidadão que agora merece outro tratamento - afirmou o presidente
O presidente cruz-maltino criticou o fato de a decisão de Léo Moura possivelmente ter sido influenciada pela repercussão negativa entre os rubro-negros, irritados com a ida do lateral para o maior rival – a direção do Fort Lauderdale Strikers também ficou surpresa com o anúncio do Vasco. E disse que não liberou o jogador. Para Eurico, que as portas de São Januário estão definitivamente fechadas.

FONTES: G1.COM.BR

Avião elétrico brasileiro faz voo inaugural na Usina de Itaipu; vídeo

Aeronave foi desenvolvida pela Itaipu Binacional, em parceria com empresa.
Segundo diretor da usina, é o 1º avião elétrico tripulado da América Latina.






A Itaipu Binacional fez na tarde desta terça-feira (23) o voo inaugural e a apresentação oficial de um avião elétrico tripulado. O voo foi no aeroporto de Itaipu, no lado paraguaio da usina, na cidade de Hernandarias, na fronteira com o Brasil. Segundo o diretor geral brasileiro da Itaipu, Jorge Miguel Samek, esse é o primeiro avião elétrico tripulado da América Latina.


O avião, modelo Sora-e, tem espaço para duas pessoas, sendo o piloto e um passageiro, e pode voar por uma hora e meia, com velocidade máxima de 340 km/h. A estrutura é feita de fibra de carbono e pesa cerca de 400 quilos, tem baterias de íon polímero de lítio que totalizam 400 volts e dois propulsores de 35 kw cada um.
De acordo com a Itaipu, o voo durou cerca de 15 minutos. "Estamos em uma alegria imensa, esse é o primeiro passo de uma grande caminhada. É um protótipo, mas todos se sentiram Santos Dumont, só que ao invés da Torre Eiffel tivemos a Usina de Itaipu com paisagem", concluí Samek. O voo foi tranquilo, mas no pouso houve um pequeno problema e o trem de pouso dianteiro acabou quebrando. Porém, nenhum problema maior foi detectado no avião. Em maio deste ano, foram feitas imagens de um voo do avião em São Paulo. Confira fotos do voo inaugural.
Baterias totalizam 400 volts (Foto: Caio Vasques/ RPC)
Baterias de lítio íon polímero totalizam
400 volts (Foto: Caio Vasques/ RPC)
A aeronave foi desenvolvida dentro do Programa Veículo Elétrico (VE) em parceria com a ACS Aviation, de São José dos Campos (SP) e com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. O protótipo chegou ao Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Montagem de Veículos Movidos a Eletricidade, em Foz do Iguaçu, no dia 22 de agosto de 2014. Conforme Samek, o investimento da Itaipu foi de R$ 900 mil, a maior parte financiada pela Finep.


Baterias totalizam 400 volts (Foto: Caio Vasques/ RPC)

O avião elétrico ainda não foi homologado, segundo Samek. Porém, o modelo já tem produção em série usando combustíveis fósseis. A aeronave deverá ser usada principalmente para treinamento e acrobacias. "Agora vamos melhorar a bateria para que dure mais e com mais potência. A tendência é que ele seja comercializado, por isso temos a parceria com a emprensa, mas não vamos ter uma fábrica aqui na Itaipu. Nosso objetivo é só conhecer e desenvolver essas tecnológicas, uma fonte mais limpa de energia, e é o que estamos fazendo com sucesso", afirma o diretor.
O Projeto VE de Itaipu já desenvolveu carros de passeio, caminhão, micro-ônibus e patinetes. Estão em andamento projetos de ônibus híbrido etanol e Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).


Voo durou cerca de 15 minutos (Foto: Itaipu Binacional/ Divulgação)

Voo durou cerca de 15 minutos (Foto: Itaipu Binacional/ Divulgação)
Voo durou cerca de 15 minutos nesta terça-feira (Foto: Itaipu Binacional/ Divulgação)
Voo foi de apresentação oficial do avião (Foto: Itaipu Binacional/ Divulgação)
Voo foi de apresentação oficial do avião (Foto: Itaipu Binacional/ Divulgação)
tópicos:
Foz do Iguaçu


Marginal Tietê é liberada no sentido Castello após acidente com caminhão

Marginal Tietê é liberada no sentido Castello após acidente com caminhão

Veículo tombou na manhã desta terça (23), próximo ao Anhembi.
Acidente complicou o trânsito na via, que continuava lento no início da tarde.

Marginal Tietê (Foto: Reprodução)



Marginal Tietê (Foto: Reprodução)

A Marginal Tietê foi liberada por volta das 13h30 após um caminhão tombar próximo ao Anhembi. O acidente ocorreu na manhã desta terça-feira (23), na pista central, no sentido Rodovia Castello Branco.
Ninguém ficou ferido no acidente, mas o trânsito ficou lento na via devido a interdição temporária da pista. O grande congestionamento na Marginal aumentou o percentual de lentidão na cidade, que apresentou retenções acima da média desde as 11h.
Às 13h40, a via apresentava 12 km de filas na pista expressa, desde o Viaduto Imigrante Nordestino, 10 km de filas na pista local, desde a Ponte Aricanduva, e 7 km de filas na pista central, desde a Ponte do Tatuapé.
Marginal Tietê (Foto: Reprodução)


Fifa notifica Conmebol, e Neymar pode cumprir suspensão nas Eliminatórias

Confederação Sul-Americana anuncia que suspensões pendentes da Copa América serão cumpridas nas Eliminatórias: Brasil tem que vencer Paraguai para livrar Neymar



Fax da Conmebol sobre suspensão de Neymar (Foto: Reprodução Twitter) 

A Fifa enviou um comunicado à Conmebol nesta terça-feira. Nele, determinou que as suspensões que ficarem pendentes após a Copa América deverão ser cumpridas nas próximas partidas oficiais das respectivas seleções em uma competição organizada pela Fifa. Ou seja, nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. Isso significa que Neymar poderá desfalcar o Brasil no início do torneio considerado o mais importante do ciclo pelo técnico Dunga.
O diretor de seleções da CBF, Gilmar Rinaldi, confirmou que foi avisado pela Conmebol sobre essa determinação. O atacante ainda tem três partidas a cumprir das quatro aplicadas como suspensão pela expulsão e os atos de indisciplina após a derrota por 1 a 0 para a Colômbia. 
Isso significa que se o Brasil perder para o Paraguai no próximo sábado, será eliminado da Copa América com mais dois jogos pendentes de punição a Neymar, que seriam cumpridos, por determinação da Fifa, nas duas primeiras rodadas das Eliminatórias, disputadas em outubro. Adversários e datas serão definidos em sorteio realizado no fim de julho com base no ranking da Fifa, atualizado após a Copa América.
Se a Seleção vencer os paraguaios, esse risco estará afastado, uma vez que haverá, necessariamente, mais dois jogos a serem disputados no Chile: a semifinal e a final ou a decisão do terceiro lugar. Em resumo: depende de uma vitória no próximo sábado a presença de Neymar nas duas primeiras rodadas das Eliminatórias.
Fax da Fifa sobre suspensão do Neymar (Foto: Reprodução Twitter)
Determinação da Fifa enviada à Conmebol sobre as suspensões (Foto: Reprodução Twitter)
Inicialmente, o Tribunal Disciplinar da Conmebol informou que a punição só valeria em torneios organizados pela entidade. Foi a versão dada pelo boliviano Alberto Lozada imediatamente após o julgamento de Neymar e do colombiano Carlos Bacca, que foi suspenso por dois jogos. Ou seja, se restasse algo da atual Copa América, seria cumprido no ano que vem, na edição especial de centenário que está marcada para os Estados Unidos.
A Fifa determinou à Conmebol que o parágrafo segundo do artigo 38 de seu Código Disciplinar se sobrepõe ao artigo 112 do Regulamento Disciplinar da entidade sul-americana, que fez uma consulta sobre as suspensões. Pelo fax, assinado pelo secretário da comissão disciplinar, Marc Cavaliero, a Fifa foi consultada pela Confederação Sul-Americana de Futebol, o que deixa claro que ela anunciou sem ter certeza.
A informação foi repassada às confederações nacionais por Hugo Figueiredo, diretor de competições da Conmebol. 
Neymar - treino - Brasil x Venezuela (Foto: Reuters)
Neymar só poderá disputar o início das Eliminatórias se o Brasil derrotar o Paraguai no próximo sábado (Foto: Reuters)
fonte: g1.com.br

Cobra enorme morre após devorar porco-espinho em reserva africana

Cobra enorme morre após devorar porco-espinho em reserva africana



Caso ocorreu em reserva na província sul-africana de KwaZulu-Natal.
Píton morreu devido aos ferimentos internos provocados pelos espinhos.




Uma cobra enorme morreu após devorar um porco-espinho em uma reserva na província de KwaZulu-Natal, na África do Sul. Segundo o usuário "BigDeadPixel", que publicou as fotos na rede social Reddit, a píton-africana (Python sebae) morreu um dia depois de devorar o porco-espinho devido aos ferimentos internos provocados pelos espinhos da presa 

Cobra enorme morreu após devorar porco-espinho em reserva sul-africana (Foto: Reprodução/Reddit/BigDeadPixel)

Píton morreu por causa dos ferimentos internos provocados pelos espinhos da presa (Foto: Reprodução/Reddit/BigDeadPixel)

Outra foto mostra a píton ainda viva após devorar o porco-espinho (Foto: Reprodução/Imgur/)






fonte: g1.com.br

Número de presos dobra em 10 anos e passa dos 600 mil no país


Levantamento do G1 faz raio X do sistema prisional no Brasil em 2015.
Faltam 244 mil vagas nas cadeias; 39% dos presos são provisórios.



Com um déficit de 244 mil vagas no sistema penitenciário, o Brasil já conta com 615.933 presos. Destes, 39% estão em situação provisória, aguardando julgamento. É o que mostra um levantamento feito pelo G1 com base em dados fornecidos pelos governos dos 26 estados e do Distrito Federal referentes a maio deste ano.
Há superlotação em todas as unidades da federação. A média no país é de 66%. Em Pernambuco, no entanto, essa taxa chega a 184%.
Os dados obtidos pela reportagem são os mais atualizados disponíveis. Os últimos números divulgados pelo Ministério da Justiça, por exemplo, são relativos a dezembro de 2013. O órgão deve lançar nesta terça (23) um relatório com os dados de junho de 2014. A Secretaria Nacional da Juventude também divulgou um mapa do encarceramento no início do mês, mas com dados de 2012.

O levantamento do G1 mostra que, em dez anos, dobrou o número de presos no sistema carcerário – ante um aumento de apenas 10% da população brasileira no mesmo período. Em 2005, a população carcerária era formada por 300 mil pessoas.
O "boom" de presidiários tem feito com que a maioria dos estados abra mais vagas, ampliando ou construindo mais unidades. Em pouco mais de um ano, quando foi feito o último levantamento pela reportagem, foram acrescidos ao sistema 8 mil lugares – insuficientes, no entanto, para a nova demanda, de 52 mil presos. Há atualmente 371 mil vagas no sistema.
Para a socióloga Camila Nunes Dias, da UFABC, é preciso encontrar alternativas ao modelo atual de encarceramento. “Não há mais condições de expandir vagas, muito menos na proporção que a demanda sempre crescente requer. Os números mostram que é preciso encontrar alternativas. A prisão não é mais uma opção viável, nem economicamente, pelos custos (e a privatização a meu ver não é uma solução), nem socialmente, porque ela amplifica a violência, pelas suas próprias características, de estar absolutamente dominada por facções criminosas”, afirma.
Presos provisórios
Um dos principais problemas enfrentados diz respeito à quantidade de presos provisórios. Atualmente, há 238 mil presos aguardando julgamento dentro dos presídios – 39% do total. No Piauí, o índice chega a 66%. No estado, há casos como o de um detento que roubou R$ 200 de um comércio e um ano e quatro meses depois ainda não foi julgado.
Em fevereiro de 2015, foto mostra presos amontoados em unidade no Amazonas (Foto: Sinpol-AM/Divulgação)
Camila Nunes Dias atribui boa parte desse contingente às prisões em flagrante. “O sistema judiciário não tem capacidade de dar conta desse excesso de prisões em flagrante, não consegue julgar as pessoas em um tempo razoável. Então há uma enorme quantidade de presos provisórios aguardando julgamento em regime fechado, o que é um absurdo. E vale lembrar que isso só acontece porque essas pessoas, em sua absoluta maioria, são desprovidas de assistência jurídica”, afirma a pesquisadora, que também é associada ao Núcleo de Estudos da Violência (NEV) da USP e ao Fórum Brasileiro de Segurança Pública.
Segundo ela, muitos juízes estão “descolados da realidade social brasileira” e acabam condenando as pessoas à pena de prisão “de forma indiscriminada”. "Quando tem condições de pagar um bom advogado, sobretudo quando não cometeu um crime violento, a pessoa consegue aguardar o julgamento em liberdade."
615.933
é o número de presos no país
371.459
é o número de vagas no sistema
Em São Paulo, um projeto implantado no começo do ano tenta agilizar a análise das prisões provisórias. Agora, o preso em flagrante tem direito a uma audiência de custódia. Ou seja, sua prisão só poderá ser convertida em preventiva (sem prazo) na presença do juiz, advogado ou defensor e Ministério Público, em até 24 horas. Antes, o juiz convertia a prisão baseado no que estava escrito no flagrante.
"Nós percebemos que praticamente metade das prisões em flagrante não está sendo convertida em prisão preventiva. Os juízes estão verificando que nem sempre o flagrante é bem decretado", afirma o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, José Renato Nalini. "O preso só veria o juiz depois de meses ou até de anos conforme o curso do processo. Agora, essa prisão já é resolvida e pode até ser aplicada uma medida alternativa, como tornozeleira."
Segundo o magistrado, embora o objetivo dessas audiências não seja o de aliviar o sistema prisional, a medida em longo prazo deve ter esse efeito. "Nós temos uma cultura da prisão enfatizada, de enxergar a prisão como única resposta à delinquência. Porém, a tendência a longo prazo será mostrar que a liberdade deverá ser preservada, porque grande parte desses presos não deveria sequer entrar no sistema prisional."
A pesquisadora da UFABC também ressalta o caráter repressivo da polícia nos dias de hoje. “Nas últimas décadas, os governos estaduais têm priorizado a Polícia Militar, com investimento em viaturas e armamentos, e deixado a Polícia Civil sucateada, perdendo cada vez mais sua capacidade de investigação. Há uma quantidade muito pequena de presos por homicídio justamente por isso. Dificilmente uma pessoa suspeita desse crime é presa em flagrante. Já a PM tem muitas vezes uma atuação obsessiva e violenta.”
Lucas foi mantido em uma cela com outros 80 homens no Complexo do Curado, sendo obrigado a dormir sentado (Foto: Penélope Araújo/G1)

Superlotação
Pernambuco é o retrato da superlotação nos presídios. Com o maior déficit de vagas proporcionalmente, o Estado está há cinco meses em situação de emergência. Isso porque sucessivas rebeliões no Complexo do Curado deixaram quatro mortos e dezenas de feridos no início do ano. Ao todo, Pernambuco tem três vezes mais presos que vagas.
Detentos relatam condições subumanas nas cadeias. Alguns dizem que a presença da polícia dentro das unidades é quase inexistente. "Quem manda lá dentro são os chaveiros, e tem de tudo, inclusive droga e arma. Quando eles [os policiais] vêm entrar, já é tarde demais", conta um deles.
No Amazonas, o segundo estado com a maior superlotação prisional do país, a situação não é diferente. Em um vídeo obtido pelo G1 feito pelo Sindicato dos Funcionários da Polícia Civil do Estado do Amazonas (Sinpol-AM), é possível ver presos amontoados em celas de uma delegacia do interior do estado.
“As prisões têm se deteriorado pelo próprio processo de encarceramento. Com a ampliação do número de presos, o estado é incapaz de acompanhar esse aumento, em termos de expansão das vagas, e há automaticamente uma deterioração das condições das prisões, tanto física como moral. O espaço hoje é desumano, a comida é um horror. Há uma piora na qualidade de todos os serviços e deficiência na assistência jurídica, social, médica”, afirma Camila Nunes Dias.
A socióloga diz que os estados não têm interesse em investir nas prisões já existentes. “Quando isso ocorre, é sempre na construção de novas unidades. A relação preso/agente penitenciário, por exemplo, está cada vez pior. Em São Paulo, às vezes há um agente para tomar conta de 400 presos. E essa situação se repete em outros estados.”
Para o presidente do TJ-SP, é preciso uma mudança de consciência. "Trancar todo mundo, prender, é uma solução simplista, egoísta, que não resolve o problema. Temos que fazer com que as pessoas repensem essa tática de querer construir cada vez mais presídios e criar feras, que saem com raiva e dispostas a se vingar do mundo. Somos o 4º país que mais prende. Não queremos chegar ao primeiro lugar."
Penitenciária Irmão Guido em Teresina (Foto:  Divulgação/Sinpoljuspi)

fonte: g1.com.br

Barragem Do Sitio Pedra Fina Bom Jardim - Pe Fotos Do Dia 23/07/2015 e tambem/ imagens 29 de junho de 2015 / barragem Sitio pedra fina sao joao 2015



barragem do sitio pedra fina em bom jardim pe
encontra se ainda em estado de emergencia apesar de muitas chuvas mais nao esta aomentando o
volume da mesma
oque devemos fazer e economizar o maximo que podermos
a barragem esta sem abastecer as cidades ja a alguns meses com seus motores 
desligados pois nao ha mais condicoes
para continuar distribuindo agua para as localidades
segundo moradores esta e a 1 vez que a barragem do sitio pedra fina que fica localizada na cidade de bom jardim chega a esse nivel tam baixo
aproximadamente 15%
estivemos la com nossa equipe fazendo a cobertura completa e registramos muitos matos ao seu redor
esta precisando de uma limpesa
moradores informaram que ja faz um bom tempo que nao foi limpada
...







Menina de 3 anos é baleada na cabeça durante a própria festa de batizado











4d7c617aa2bea2bfd1b93a5450a402d0


Menina levou tiro na cabeça. Uma mulher também foi atingida e morreu no local

Foto de arma atirando

Uma briga durante uma festa de batizado deixou o saldo de uma pessoa morta e outras duas feridas a bala, entre elas uma criança de 3 anos, justamente a menina que estava sendo batizada. O caso aconteceu na noite deste domingo (14), no Bairro Santo Antônio, em Carpina, Mata Norte de Pernambuco. O homem que efetuou os disparos era convidado da festa e foi preso momentos após o crime e autuado em flagrante na Delegacia de Nazaré da Mata.
Até as 23h50 deste domingo a menina, identificada como Izabel Fernandes Souza, estava na sala de cirurgia do Hospital da Restauração (HR), no Derby, área central do Recife. Ela foi atingida com um tiro na cabeça e seu estado de saúde era considerado gravíssimo.
Segundo a polícia, a confusão aconteceu por volta das 21h e por motivo banal. O autor dos tiros, identificado como Carlos Antônio de Lima, de apelido Moreno, estava na festa e brigou com a esposa. O cunhado dele (irmão da companheira dele) foi um dos que apartou a briga, causando a ira de Carlos. O acusado foi em casa, pegou um revólver e voltou para a festa na intenção de matar o cunhado, mas, na verdade, matou a esposa do cunhado, identificada apenas como Miriam Kelly, de 27 anos. O cunhado, de nome José Israel, foi atingido no braço e não corre risco de morrer. No meio da confusão, a criança Izabel foi atingida na cabeça.
A menina inicialmente foi levada para um hospital de Carpina, mas por conta da gravidade da situação, foi encaminhada para o HR.
Be Sociable, Share!

 

Presidenta Dilma não decidiu se veta mudança no fator previdenciário, diz ministro

Para Carlos Gabas, proposta aprovada na Câmara é 'inviável'.
Ministro se reuniu com centrais sindicais; Dilma decide regra até quarta-feira

 

A dois dias do fim do prazo para a sanção presidencial de texto do ajuste fiscal, o ministro da Previdência Social, Carlos Gabas, afirmou nesta segunda-feira (15) que a presidente Dilma Rousseff ainda não decidiu se vetará ou sancionará a mudança no fator previdenciário. A alteração foi incluída por deputados na medida provisória que modifica o acesso à pensão por morte.

"A presidenta ainda não tomou decisão. Ela tem até quarta-feira [17] para fazê-lo. Ela é muito cuidadosa, não só com o cenário político, mas com o cenário das contas da Previdência Social e com as contas da União como um todo. A presidenta não tomará medidas sem conhecer absoltuametne todos os números", declarou Gabbas.
O texto aprovado no Legislativo dentro da MP do ajuste fiscal estabelece a chamada “fórmula 85/95”, que permite a aposentadoria integral quando a soma da idade e do tempo de contribuição atingir 85 (mulheres) ou 95 anos (homens). No entanto, na avaliação do governo, a mudança significa mais despesas e poderá representar um rombo ainda maior na Previdência no longo prazo.

Em entrevista coletiva após reunião com as centrais sindicais nesta segunda, o ministro disse que a regra chancelada pelos parlamentares é "inviável" e traz riscos para o modelo previdenciário. "Nós não tomaremos medida que coloque em risco a sustentabilidade do modelo previdenciário brasileiro. É um modelo com ampla proteção, um dos modelos que mais tem proteção no mundo", declarou.

O ministro, no entanto, negou que fará recomendação para que a proposta seja vetada. "Eu não afirmei que a previdência fará uma recomendação para a presidenta vetar a emenda aprovada no Congreso. Nós estamos, não só o ministro, mas o conjunto de ministros, estamos debatndo o tema e levaremos à presidenta alternativas. O que fizemos hoje foi ouvir as centrais pra saber o que vinha de alternativa. Eles apresentaram: 'queremos a sanção e pronto'", disse o ministro.

fonte: pedraa fina noticias/ g1.com.br/

 

Consórcio do bonde de Santa Teresa ganha nova multa no Rio

Valor é de R$ 450 mil; multas somadas chegam a R$ 1,35 milhão.
Ministério Público do Trabalho liberou o retorno dos operários às atividades.

 

Moradores de Santa Teresa aproveitaram feriado de São Jorge para protestar (Foto: Fernanda Rouvenat/G1) 

Consórcio responsável por obras do bonde de Santa Teresa recebe nova multa (Foto: Fernanda Rouvenat/G1)

Com obras atrasadas, que resumem o bairro de Santa Teresa a um grande buraco, o consórcio Elmo Azvi, que realiza as obras do bonde de Santa Teresa, no Centro do Rio, foi multado mais uma vez pelo governo do estado. Desta vez, a multa é de R$ 450 mil pelas falhas operacionais na execução do trabalho. Somadas, todas as multas já aplicadas ao consórcio este ano somam R$ 1,35 milhão.
Nesta segunda-feira (15), a Secretaria Estadual de Transportes e o Ministério Público do Trabalho fizeram uma vistoria e liberaram o local para o retorno às obras entre os largos do Curvelo e dos Guimarães.
Mas seguem paralisadas as obras no Largo dos Guimarães até a instalação, por parte do consórcio, de novas placas de sinalização, o que está previsto para acontecer até a próxima quarta-feira (17), quando secretaria e MPT farão nova vistoria.
A obra dos bondes de Santa Teresa, que neste momento está sendo realizada entre os largos do Curvelo e dos Guimarães, está em fase de concretagem, instalação de trilhos e rede aérea. Além disso, o consórcio ainda não concluiu o retrabalho entre a Carioca e o Largo do Curvelo, conforme determinado pelo Governo do Estado.
Por conta dos problemas de execução na obra, no mês passado, o consórcio foi multado em R$ 900 mil.

 

Navio rebocador encalha na Praia de Itaipu, Região Metropolitana do Rio

Bombeiros do Grupamento Marítimo de Itaipu foram acionados.
Primeira tentativa de retirada fracassou; cabos arrebentaram.

 


Rebocador encalhou na Praia de Itaipu, em Niterói (Foto: Reprodução/TV Globo) 

 

 

Um navio rebocador encalhou na manhã desta segunda-feira (15) na Praia de Itaipu, em Niterói, Região Metropolitana do Rio. Bombeiros do Grupamento Marítimo de Itaipu foram acionados. De acordo com a corporação, não houve vítimas.

Militares da Marinha também foram enviados ao local. Entretanto, a primeira tentativa de retirada da embarcação fracassou. Os cabos usados no trabalho de remoção arrebentaram.
Rebocador encalhado chamou a atenção de banhistas na praia em Niterói (Foto: Reprodução/TV Globo)Rebocador encalhado chamou a atenção de banhistas na praia em Niterói (Foto: Reprodução/TV Globo)

Operação resgata mais de 2 mil imigrantes no Mar Mediterrâneo

Resgate envolveu barcos das Marinhas do Reino Unido, Alemanha e Itália.
Pessoas foram encontradas próximas à costa da Líbia.


Mais de 2 mil migrantes foram resgatados de cinco barcos de madeira no Mar Mediterrâneo neste sábado (6), enquanto sete outros navios foram avistados, afirmaram a guarda costeira da Itália e a fundação Migrant Offshore Aid Station (MOAS). Em andamento, a operação pode localizar outras pessoas à deriva.
"A MOAS participou do resgate de cerca de 2 mil pessoas, junto com navios da Itália, Reino Unido e Alemanha”, afirmou o grupo em uma mensagem publicada no Twitter. Os migrantes foram encontrados em barcos de pesca feitos de madeira no Mediterrâneo, próximos à costa da Líbia.
“Nós temos muitos ativos trabalhando”, afirmou um porta-voz da guarda costeira italiana à agência Reuters.
A Marinha da Alemanha despachou dois navios para auxiliar na missão, segundo um porta-voz alemão para as operações citado pela rede “CNN”. Um deles resgatou 301 migrantes. Já a Marinha do Reino Unido enviou o navio HMS Bulwark, afirmou o Ministério da Defesa britânico.
A proporção da embarcação dá o tom do tamanho da operação, já que o HMS possui dois helicópteros a bordo. O navio foi enviado para um local no Mediterrâneo onde acreditava-se haver 17 botes.
A MOAS, uma organização que opera em conjunto com os Médicos Sem Fronteira, informou que seu navio resgatou 372 indivíduos vindos da Eritreia. Já a Itália comunicou que seus navios tentavam remover 560 pessoas de botes.
Os conflitos crescentes na Líbia, ponto de onde partem as principais rotas para a Europa, abrem caminho para contrabandistas transportarem pessoas por quantias equivalentes a 80 mil euros, segundo uma investigação em curso na Justiça italiana apontada pela Reuters.
Durante os cinco meses deste ano, houve 46,5 mil desembarques na Itália, um aumento de 12% sobre o mesmo período de 2014, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU). O governo da Itália projeta que serão 200 mil em 2015, acima dos 170 mil registrados no ano passado.
tópicos:

Sindicatos decidem por greve em quatro linhas da CPTM na quarta

Paralisação das linhas 7, 10, 11 e 12 acontece após audiência sem acordo.
Trens que atendem a 8-Diamante e a 9-Esmeralda devem funcionar.


Ferroviários decidiram em assembleias na noite desta terça-feira (2) entrar em greve a partir da 0h de quarta-feira (3) em quatro das seis linhas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). O Sindicato dos Ferroviários de São Paulo confirmou a paralisação das linhas 7-Rubi e 10-Turquesa da 0h até pelo menos as 14h, quando haverá nova assembleia. O Sindicato dos Trabalhadores da Central do Brasil também decidiu parar as linhas 11-Coral e 12-Safira.

O Sindicato dos Ferroviários da Sorocabana, que responde pelas linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda, porém, decidiu que seus trabalhadores não vão aderir à paralisação. As linhas devem funcionar normalmente na quarta.
O desembargador Wilson Fernandes, vice-presidente judicial do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), determinou que deve ser mantido um contingente de 90% do efetivo de maquinistas e 70% dos demais profissionais entre 4h e 10h e entre 16h e 21h. Nos demais horários, 60% dos funcionários devem trabalhar. A liminar também impede que os trabalhadores efetuem a “liberação de catracas”. A multa diária para o descumprimento é de R$ 100 mil.
Em nota, a CPTM afirma que considera "irresponsável" a decisão dos dois sindicatos. "Embora respeite o direito de greve, a CPTM ressalta que a paralisação do sistema prejudicará quase 3 milhões de usuários que utilizam diariamente a rede da CPTM para chegar ao trabalho, a escola, ao médico, a rede hospitalar, entre outros inúmeros compromissos assumidos."
Os engenheiros que trabalham na companhia informaram que a categoria não aceitou a proposta oferecida pela empresa e que está em estado de greve. Ao contrário dos ferroviários, os engenheiros decidiram, porém, que não haverá paralisação. Eles vão aguardar nova rodada de negociações no dia 11 de junho.
Em nota, a São Paulo Transporte (SPTrans), da Prefeitura, informou que irá acionar o Plano de Apoio entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese) nesta quarta. Dessa forma, haverá reforço de ônibus que circulam pelas regiões das linhas da CPTM paradas. O número de veículos e as linhas que receberão reforço não foram informados.
Negociação
A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e os sindicatos que representam os ferroviários se reuniram nesta terça-feira (2), no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), mas não chegaram a um acordo quanto ao reajuste salarial da categoria. A CPTM ofereceu duas propostas.
Esta foi a terceira audiência de conciliação no TRT. Os ferroviários reivindicam 7,89% de reajuste salarial mais 10% de aumento real.  A próxima reunião no TRT está marcada para o dia 11, às 13h.
A companhia propôs reajuste salarial com base no IPC, de 6,6527%, com adicional de 1% e reajuste de 10% sobre os benefícios. A segunda oferta é de reajuste linear de 8,25% sobre salário e benefícios. O conselho de conciliação do TRT sugeriu ainda um reajuste de 6,6527% (IPC) + 1% de reajuste e 15% de aumento nos benefícios.
Durante a reunião, a CPTM chegou a oferecer 8,5% de reajuste salarial e de benefícios, mas, durante o recesso da audiência, a diretoria da empresa foi contra a proposta.
GNews - Trem da CPTM (Foto: globonews)Paralisação está prevista para quatro das seis linhas de trem de SP (Foto: Reprodução/GloboNews)
Metroviários
Na noite desta segunda-feira (1º), o Sindicato dos Metroviários de São Paulo decidiu aceitar a proposta de reajuste salarial feita pelo Metrô em audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 2ª região.
Pela proposta o Metrô aumentou o reajuste dos salários de metroviários e engenheiros de 7,21% para 8,29%. Os dois sindicatos que representam as categorias pediam reajuste de 18,64% e 17,01%, respectivamente, mas na assembleia decidiu aceitar a proposta da empresa. Com isso, não haverá greve no Metrô de São Paulo.
O Metrô também ofereceu 10% de reajuste para vale-alimentação e vale-refeição desde que os trabalhadores aceitem a nova forma de pagamento da participação nos resultados da companhia, em parcela fixa mais 40% atrelados a metas. Atualmente só os 40% são vinculados a metas. "Foi uma conquista importante da categoria. Não é o que a gente queria mas na conjuntura atual foi o que conseguimos", disse o presidente do sindicato, Altino de Melo Prazeres Júnior.
NOTA DA CPTM
"Na contramão da negociação salarial, sindicatos dos empregados de quatro linhas da CPTM deflagram greve.
O Sindicado dos Trabalhadores da Zona Sorocabana, representante dos empregados das linhas 8-Diamante (Júlio Prestes-Itapevi) e 9-Esmeralda (Osasco-Grajaú) não aderiram à paralisação, atitude que demonstra respeito e bom senso.
A CPTM considera irresponsável a decisão dos sindicatos dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona Central, que representa os empregados das linhas 11-Coral (Luz-Guaianazes-Estudantes) e 12-Safira (Brás-Calmon Viana) e dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias de São Paulo, representante das linhas 7-Rubi (Luz-Francisco Morato-Jundiaí) e 10-Turquesa (Brás-Rio Grande da Serra) de paralisar a prestação dos serviços, a partir da zero hora, desta quarta-feira, 3.
A decisão vai contra a recomendação da justiça de continuar as negociações sem paralisação dos serviços até o próximo dia 11 de junho, quando haverá nova reunião no TRT – Tribunal Regional do Trabalho.
Embora respeite o direito de greve, a CPTM ressalta que a paralisação do sistema prejudicará quase 3 milhões de usuários que utilizam diariamente a rede da CPTM para chegar ao trabalho, a escola, ao médico, a rede hospitalar, entre outros inúmeros compromissos assumidos, confiando sempre no serviço prestado pela Companhia.
Na reunião de conciliação, realizada nesta terça, 2, na Sede do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2), a CPTM fez duas novas propostas:
1) o IPC FIPE do período, mais 1%, totalizando 7,72% de reajuste salarial e 10% nos benefícios vale alimentação, tíquete refeição e auxílio materno;
2) ou o IPC FIPE do período, mais 1,5%, totalizando 8,25% de reajuste salarial e sobre todos os benefícios.
Ambas foram recusadas pelos sindicatos, sendo que o TRT marcou nova reunião para o dia 11 de junho, recomendando que até lá não houvesse paralisação dos serviços.
Lembrando, a CPTM também garante a manutenção de conquistas históricas dos ferroviários como:
Direito à licença maternidade de seis meses para todas as trabalhadoras;
Estabilidade para gestante, por seis meses, após o encerramento da licença maternidade;
Licença amamentação c/ duas horas livres por dia para amamentar a criança, por 12 meses;
Auxílio materno infantil;
Plano de assistência médica gratuito para todos os empregados;
Pagamento de 100% nas horas extras e de 50% de adicional noturno entre outros;
Complementação do salário nos casos de afastamento pelo INSS até 3 anos;
Gratificação de férias de 2/3 do salário, portanto superior ao estabelecido pela Lei;
Anuênio: pagamento de 1% de aumento sobre o salário a partir do 5º ano de empresa até o limite de 35%
Assim sendo, confia na responsabilidade de seus empregados em garantir a prestação de serviço e não prejudicar os cerca de 3 milhões de passageiros que diariamente utilizam o trem como meio de transporte."