quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Osasco vai molhar terreno da Unifesp para evitar novas 'nuvens de poeira

Osasco vai molhar terreno da Unifesp para evitar novas 'nuvens de poeira


Vento levou a poeira de terreno onde será erguida unidade da universidade.
Há quase um mês não chove em São Paulo.



A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e a prefeitura de Osasco, na região metropolitana de São Paulo, afirmam que já tomaram providências para molhar o terreno de onde saiu uma "nuvem de poeira" provocada por uma forte ventania, no início da tarde desta quarta-feira (19) com água de reuso (não potável). Os ventos atingiram 37 km/h, segundo a defesa civil. No terreno será erguida uma nova unidade da Unifesp.
O SPTV mostrou  imagens de uma nuvem de areia, terra e poeira que tomou conta da região oeste da Grande São Paulo no início da tarde (veja acima). A "tempestade" de areia e terra foi provocada pelo vento que atingiu um grande terreno livre na região de Osasco.
A prefeitura de Osasco informou que a Prefeitura deverá jogar água na região como medida para minimizar os impactos ambientais. Equipes da Defesa Civil também monitoram a área. Outras medidas também estão sendo estudadas, como a possibilidade do plantio de árvores.
A Unifesp informou que o terreno localizado no bairro Quitaúna, em Osasco, pertence à universidade e abrigará os cursos da Escola Paulista de Política, Economia e Negócios (administração, economia, relações internacionais, contabilidade e ciências atuariais) e o curso de direito.
"O projeto executivo do edifício acadêmico, paisagismo e estacionamentos, que serão implantados no terreno, foi concluído e está em fase final de aprovação na prefeitura de Osasco. A licitação de obra já foi publicada e a abertura de envelopes de habilitação das construtoras ocorre no dia 1 de setembro."
São Paulo está há quase um mês sem chuvas, o que tem provocado tempo seco e problemas respiratórios na população.
Poeira partiu de grande terreno livre em Osasco (Foto: TV Globo/Reprodução)
Poeira partiu de grande terreno livre em Osasco (Foto: TV Globo/Reprodução)
saiba mais

x

Sem comentários:

Publicar um comentário