segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Após dois anos, trevo do Anel Viário Magalhães Teixeira é inaugurado

Pelo menos de 50 mil veículos passam por dia pelos acessos em Valinhos.

São 7 novas alças e 3 reformuladas que devem resolver falha de fluidez.




Após dois anos de reforma, o trevo do Anel Viário Magalhães Teixeira foi inaugurado na manhã desta segunda-feira (14) entre Valinhos e Campinas (SP). São sete alças novas e três reformuladas. Com fluxo de 50 mil carros por dia, o trânsito no local era marcado pelas longas filas e lentidão nos horários de pico. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), esteve presente na inauguração da obra pela manhã.
Governador Geraldo Alckmin participa da inaguração do Anel Viário Magalhães Teixeira (Foto: Fernando Pacífico/G1)
Governador Geraldo Alckmin durante  inaguração
do Anel Viário (Foto: Fernando Pacífico/G1)
De acordo com a Rota das Bandeiras, concessionária que administra a via, a expectativa é que essas mudanças garantam maior fluidez e segurança aos motoristas. A obra iniciou em setembro de 2013, com um investimento de mais de R$ 18,5 milhões.
Em horário de pico, antes da liberação da obra, formava-se uma fila de carros e, diante do congestionamento, era comum o flagrante de imprudências de motoristas e impaciência. O complexo viário não suportava a quantidade de carros que passavam pelo local.
Além dos motoristas, pedestres e ciclistas também enfrentam os riscos do trânsito no trevo. Os condutores afirmam que todos os dias a situação é a mesma. "Todo dia é a mesma situação, é terrível", afirma um motorista.
O governador Geraldo Alckimin, presente na inauguração, afirmou que as mudanças vão aliviar o trânsito. "A reforma vai melhorar todo o trânsito na Região Metropolitana de Campinas e evitar acidentes. A intenção é prolongar, em novembro, o trecho do anel viário até a Rodovia Bandeirantes", afirma.

Sem comentários:

Publicar um comentário