terça-feira, 17 de novembro de 2015

Foto de homem-bomba de atentado de Paris é divulgada pela polícia Investigadores querem informações que ajudem a identificar o homem. Imagem é de terrorista que se explodiu no Stade de France, diz alerta.

Foto de homem-bomba de atentado de Paris é divulgada pela polícia
Investigadores querem informações que ajudem a identificar o homem.
Imagem é de terrorista que se explodiu no Stade de France, diz alerta.


A polícia francesa divulgou nesta terça-feira (17) a foto de um homem que eles querem identificar, afirmando que ele foi um dos terroristas que se explodiram em frente ao Stade de France na sexta-feira (13).
Segundo um oficial de Justiça, a imagem é do homem suspeito de ter se registrado na Grécia, possivelmente se passando por refugiado.


ATAQUES EM PARIS
Ações simultâneas matam 129
cobertura em tempo real
ataques simultâneos
cronologia em mapa virtual
fotos
perfis das vítimas
o que se sabe até agora
relatos: 'chão vibrou'
'sangue por todos os lados'
estado islâmico reivindica
helio gurovitz: 'não vencerão'
memória globo: charlie hebdo
Depois da série de ataques que deixou 129 mortos na capital francesa, um passaporte sírio foi encontrado perto do corpo morto de um dos três homens-bombas que detonaram seu cinto de explosivos nos arredores do estádio.
O passaporte estava no nome de Ahmad Al Mohammad, nascido em 10 de setembro de  1990 em Idlib, no noroeste da Síria.
Os investigadores ainda tentam descobrir se esse passaporte é autêntico, mas de toda forma os investigadores acreditam que ele não pertencia ao terrorista suicida.
A procuradoria francesa afirmou na época que o passaporte estava sendo checado para ver se pertencia ao homem morto, mas eles afirmaram que as impressões digitais no documento batiam com as de uma pessoa registrada com esse nome em outubro de 2015 na Grécia.
Pista falsa plantada pelo Estado Islâmico
Também nesta terça-feira, o ministro do Interior da Alemanha, Thomas de Maizière, afirmou que dispõe de "indicações" que dão a entender que o passaporte sírio encontrado no local dos atentados de Paris é uma "manobra" e uma falsa pista orquestrada pelo Estado Islâmico (EI).
Entre os indícios de que pode se tratar de uma pista falsa, De Maizière destacou que o passaporte tem entradas pela Grécia, pela Sérvia e pela Croácia, enquanto a esmagadora maioria dos imigrantes se recusa a ter qualquer tipo de registro até chegar à Alemanha.
Ainda de acordo com o ministro alemão, "houve informações ontem [segunda-feira] de que um outro passaporte com o mesmo nome e [pertencente a uma outra pessoa] apareceu na Sérvia. Estamos em contato com as autoridades sérvias."
"Falta, então, determinar se se trata de um refugiado enviado pelo EI (...) ou se é mais uma jogada, articulada por parte do EI, que orquestrou essa pista para preocupar as pessoas", completou De Maizière.

Sem comentários:

Publicar um comentário