quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Homem da Meia-Noite homenageará as mulheres no carnaval de Olinda

Escolhidas são Nádia Maia, Yane Marques e Dona Irene Bernardino.
Costureiras da Gigantes do Samba confeccionarão roupa do calunga.


No carnaval em que completará 84 anos desfilando pelas ladeiras do Sitío Histórico de Olinda, o Homem da Meia-Noite, uma das agremiações mais tradicionais do carnaval pernambucano, decidiu prestar uma homenagem às mulheres. As escolhidas pelo clube de alegorias para simbolizá-las foram a forrozeira Nádia Maia, a pentatleta Yane Marques, e Dona Irene Bernardino, filha de Benedito Bernardino, um dos fundadores do Homem da Meia-Noite.
A homenagem, segundo o presidente do clube, Luiz Adolpho, é uma maneira de prestar reverência às apaixonadas pelo calunga e de lembrar a importante contribuição que elas dão para a folia. "Pensamos em lembrar as mulheres que sempre dão mais brilho e alegria ao nosso carnaval. Que dão mais doçura ao frevo. E também para lembrar que sempre combatemos a violência contra a mulher", ponderou.

homem da meia-noite  (Foto: Katherine Coutinho/G1)
Boneco gigante é um dos símbolos do carnaval
pernambucano (Foto:Katherine Coutinho/G1)
Como parte da homenagem, várias mulheres ficarão responsáveis por confeccionar e produzir o fraque do calunga. A incumbência será das costureiras da Escola Gigantes do Samba, que também participará do desfile com sua tradicional bateria no Largo do Bonsucesso. Desde a morte de Alfaiate Brasil, que por mais de 30 anos costurou a roupa do principal personagem da agremiação, o clube convida um costureiro anualmente para produzir a fantasia.
Outro detalhe da homenagem serão nas camisas oficiais. Além da tradicional vestimenta que imita o fraque verde do calunga, as mulheres terão uma versão na cor rosa. Pelo segundo ano consecutivo, o desfile do Homem da Meia-Noite, nas ladeiras do bairro do Bonsucesso, em Olinda, terá transmissão ao vivo da Rede Globo Nordeste. A folia tem início no Sábado de Zé Pereira, dia 6 de fevereiro, pontualmente à meia-noite, e entra pela madrugada do Domingo de Carnaval.
Homenageadas
Dona Irene Bernardino é filha de Benedito Bernardino, um dos fundadores do clube de alegorias. Aos 93 anos, ela vive ao lado da sede do Homem da Meia-Noite e representa a tradição da agremiação.
A forrozeira Nádia Maia marcou presença em várias coletâneas de Carnaval, como o Asas da América, de 1997, do produtor Carlos Fernando, e Olinda Quero Cantar, de 1998. "Há muito sou apaixonada pelo Homem da Meia-Noite e receber essa homenagem é muito especial", afirma Nádia.
Já Yane Marques é lembrada por ser, segundo os que fazem o Homem da Meia-Noite, uma mulher guerreira e uma das atletas mais importantes do estado. Sertaneja de Afogados da Ingazeira, Yane foi campeã panamericana no Rio de Janeiro, em 2007, e do Pan de Toronto, este ano. Sua principal conquista, no entanto, foi a medalha de bronze nas Olimpíadas de Londres, em 2012.

Sem comentários:

Publicar um comentário