domingo, 17 de abril de 2016

Dois Unidos recebe mutirão de combate ao Aedes aegypti

A ação da prefeitura será realizada neste sábado (16) e no domingo (17).
A meta é tentar reduzir o índice de infestação de mosquito no Recife.






O bairro de Dois Unidos, na Zona Norte do Recife, recebe, no fim de semana, o mutirão de combate ao mosquito Aedes aegypti. Neste sábado (16) e no domingo (17), a ação contará com 12 agentes de saúde ambiental e controle de endemias (asaces) e 24 soldados das Forças Armadas. A cada dia, profissionais da Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) também estarão presentes  e vão recolher entulhos do bairro.
Eles farão visitas a domicílios das seguintes ruas: Rua Dorândia, Av. Hildebrando de Vasconcelos, Rua Teodoro Sativa (subida da minerva), Rua José Menezes de lira filho, Rua Bela vista, Rua Francisco de Paula Santos, Av. chagas ferreira, Rua Nelson Rodrigues, Rua do curió e Rua Tancredo Neves.
Balanço
Desde que a Prefeitura do Recife iniciou os mutirões de fim de semana, em 28 de novembro de 2015, mais de 51 mil imóveis foram vistoriados na cidade.


AEDES AEGYPTI
Mosquito está no centro de epidemias.
por que ele é tão perigoso
combate ao mosquito
dengue
zika vírus
chikungunya
repelentes eficazes
As ações  aconteceram nos bairros da Cohab, Morro da Conceição, Espinheiro, Ibura, Nova Descoberta, Jordão, Dois Unidos, Linha do Tiro, Bairro do Recife (Comunidade do Pilar), Jardim São Paulo, Várzea, Brasília Teimosa, Boa Viagem, Joana Bezerra, Bongi, Estância, Vasco da Gama, Macaxeira, Alto do Mandu, Monteiro, Areias, Arruda e Bomba do Hemetério, Alto José Bonifácio, Imbiribeira, Cidade Universitária, Santo Antônio, Várzea (Comunidade Cosme e Damião), Jordão, Mangueira, Ipsep e Santo Amaro.
Importância
As ações do fim de semana buscam diminuir o índice de infestação do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya na cidade. O último Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) mostrou que o Recife perdeu o posto de menor índice da última década: 1,1%. Agora, a capital pernambucana apresenta um LIRAa de 1,68%. Há dez anos, a cidade apresentava um LIRAa de 3,4%.
O objetivo do LIRAa é indicar o risco de transmissão das arboviroses em uma população. No último levantamento do estado, divulgado no fim de março, ficou evidenciado a situação de risco em 84 municípios pernambucanos, sendo 69 em alerta e 15 em posição satisfatória.

Sem comentários:

Publicar um comentário