segunda-feira, 9 de maio de 2016

EM PERNAMBUCO - 09 - 05 - 2016- PF cumpre em Pernambuco oito mandados da Operação Zelotes

PF cumpre em Pernambuco oito mandados da Operação Zelotes
Três contadores, auditor da Receita e advogado prestarão esclarecimentos.
Os agentes recolhem material em escritório de advocacia e contabilidade.


Policiais federais em Pernambuco estão em ação para mais uma etapa da Operação Zelotes. Estão  sendo cumpridos no estado  oito mandados. Desses, cinco são de condução coercitiva, quando os alvos seguem para prestar esclarecimentos, e três de busca e apreensão. Também estão sendo realizadas ações no Distrito Federal e em São Paulo.
Dos cinco mandados de condução coercitiva, um está sendo cumprido em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, um na Jaqueira, Zona Norte da capital, dois em Paulista, Região Metropolitana, e um em Olinda, também no Grande Recife.  Prestarão esclarecimentos três contadores, um advogado e um auditor da Receita Federal.
Os agentes também cumprem  dois mandados de busca e apreensão no Recife e um em Olinda. São alvos um escritório de advocacia e de contabilidade. Envolvidos e materiais recolhidos estão sendo levados para a sede da PF, no Bairro do Recife.  Estão em ação, ao todo, 20 policiais federais de cinco equipes.
saiba mais
Ex-ministro Mantega é alvo de condução coercitiva na Zelotes
A Operação  Zelotes foi deflagrada há pouco mais de um ano, em março de 2015. Inicialmente, o alvo era o esquema de fraudes nos julgamentos do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf).
Segundo as investigações da PF,  conselheiros do carf integrariam o esquema criminoso. Eles são acusados de passar informações privilegiadas para escritórios de assessoria, consultoria ou advocacia.
Esses escritórios, de acordo com os investigadores, procuravam empresas multadas pela Receita Federal e prometiam controlar o resultado dos julgamentos de recursos. O esquema teria movimentado R$ 19 bilhões.
A PF em Pernambuco informou que não realizará entrevista coletiva para falar sobre a ação no estado. Todos os dados serão repassados em Brasília.

Sem comentários:

Publicar um comentário