sexta-feira, 3 de junho de 2016

PM mata menor suspeito de furtar carro em suposto confronto em SP Polícia Militar alega que revidou e atirou em garoto de 10 anos, que morreu. Menino de 11 que estava no veículo foi detido suspeito de participação.

PM mata menor suspeito de furtar carro em suposto confronto em SP
Polícia Militar alega que revidou e atirou em garoto de 10 anos, que morreu.
Menino de 11 que estava no veículo foi detido suspeito de participação.



A Polícia Militar (PM) matou um menor de idade suspeito de furtar um carro durante suposto confronto na noite de quinta-feira (2) na Zona Sul de São Paulo. O garoto de 10 anos foi baleado e morreu. Um menino de 11 anos que estava dentro do veículo foi detido por suspeita de participar do furto e do tiroteio. De acordo com o Bom Dia São Paulo, uma arma calibre 38 foi apreendida.
Ainda segundo o Bom Dia SP, a versão dos policiais militares para o explicar o que aconteceu é a de que eles estavam patrulhando a Rua José Ramon Urtiza, na Vila Andrade, por volta das 19h, quando viram um veículo furtado ocupado por duas pessoas.
saiba mais

Carro roubado por adolescentes atropela 8 pedestres e um morre
De acordo com os policias, durante o acompanhamento da viatura da PM ao carro furtado, um dos garotos que conduzia o veículo perdeu o controle e bateu em um ônibus.
Em seguida, os policiais disseram que foram recebidos a tiros pelos menores quando iam fazer a abordagem ao carro roubado. No revide, o garoto de 10 anos foi atingido e morreu.
O menino de 11 anos acabou detido e apreendido. Segundo a polícia, ele portava uma arma.
O caso seria registrado no 89º Distrito Policial, no Portal do Morumbi, mas acabou levado para o Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) pelo fato de envolver policiais.
Segundo policiais civis ouvidos pelo Bom Dia São Paulo, o garoto de 11 anos confessou que ele e o comparsa se conheciam e pretendiam assaltar um edifício, mas desistiram após verem um carro com o vidro aberto. Então decidiram furtar o automóvel.
A polícia também informou que o menino admitiu que ele e o colega atiraram contra os policiais.
Como é menor de idade, o menino de 11 anos acabou liberado do DHPP na companhia da mãe. A idade mínima de internação na Fundação Casa é de 12 anos. A Fundação aplica medidas socioeducativas para menores infratores.

Sem gravar entrevista, a mãe do menino disse à equipe de reportagem que não consegue controlar o filho. A mulher já teria passagem pela polícia. O pai do garoto está preso.
O dono do veículo furtado foi localizado pela polícia.






Sem comentários:

Publicar um comentário