sábado, 4 de junho de 2016

Presidente da Argentina é internado após crise de arritmia

Presidente da Argentina é internado após crise de arritmia
Mauricio Macri teve mal estar por volta das 15h, mas continuou trabalhando.
Ele foi levado a clínica para exames, mas já foi liberado, diz comunicado.


O presidente da Argentina, Mauricio Macri, foi internado na noite desta sexta-feira (3) em uma clínica em Buenos Aires após uma crise de arritmia, mas foi liberado após fazer exames.
Segundo o site do "Clarín", o porta-voz presidencial Ivan Pavlosvky disse que Macri foi submetido a diferentes exames cardíacos, para os quais recebeu "uma pequena sedação". O presidente foi enviado para um quarto de hospital e passou mais algumas horas na clínica antes de ser liberado.

De acordo com o "Clarín", seus assessores negaram inicialmente a informação, divulgada no site da revista “Caras”, mas depois confirmaram que o presidente se sentiu mal durante uma reunião com jornalistas na Quinta de Olivos.

Eles chegaram inclusive a distribuir uma foto da reunião, garantindo que Macri estava bem de saúde durante o encontro.
Por volta das 21h30, a presidência divulgou uma nota oficial sobre o assunto:
O presidente Mauricio Macri teve esta tarde, por volta das 15 horas, uma leve arritmia que não o impediu de continuar seu trabalho e manter sua agenda de atividades prevista na Quinta de Olivos.

Ao concluir a atividade prevista, sendo já aproximadamente 19h30, a Unidade Médica Presidencial decidiu que realizaria uma revisão clínica na Clínica Olívos.
Finalizados os exames, e ao constatar-se que se tratava de uma arritmia, permanecerá por mais algumas horas por precaução, para logo retornar à sua residência.

Sem comentários:

Publicar um comentário