quinta-feira, 7 de julho de 2016

Sonho realizado: jovem de bom jardim pernambucano que gravou música para Safadão finalmente conhece o ídolo

Desde fevereiro deste ano, Edison Ribeiro vive uma verdadeira novela. Aos 19 anos, o jovem, natural de Orobó, no Sertão de Pernambuco, gravou uma música com o objetivo de mostrá-la para o cantor Wesley Safadão, na esperança de ter a obra gravada pelo músico. O que ele não esperava era que, prestes a completar cinco meses do lançamento de “Pra Vida Inteira”, seu vídeo já teria sido visto por 3 milhões de pessoas. E melhor: que ele conheceria o ídolo.
O desfecho surpreendente da história de Edison aconteceu nessa terça-feira (5), quando o cantor recebeu a visita da produção do programa Domingo Legal, do SBT, em Bom Jardim, onde mora. No programa, que vai ao ar no dia 24 deste mês, Edison teve sua história contada e viveu uma grande surpresa. Sem aviso prévio, sem esperar, sem desconfiar, o jovem conheceu Wesley Safadão, que prometeu gravar sua música.
Edison conta que foi levado pelo programa ao show do cantor Pedrinho Pegação, de quem também é fã. No camarim, após a apresentação, o pernambucano foi surpreendido pela presença de Safadão. “Não chorei, não fiz nada. Eu fiquei apenas travado”, relata Edison. “Eu perguntei ‘esse é o Safadão? É alguma pessoa imitando ele?’, e corri gritando ‘Safadão! Safadão!’ (risos)“. Edison, então, disse que não se importava com o que o cantor estava fazendo lá, ou o que ele estava gravando: só queria um abraço. Foi então que Safadão respondeu que estava ali para conhecê-lo.

Para Edison, o momento foi de uma emoção inexplicável. Quando perguntado se ele esperava que aquele momento fosse acontecer ao gravar a música em fevereiro, ele respondeu que sim. “Eu imaginava que sim porque acho que a esperança é a última que morre. Mas eu não esperava nada do Celso [Portiolli, apresentador do Domingo Legal] vir”, conta, acrescentando que já estava satisfeito só com o cantor ter compartilhado seu vídeo nas redes sociais.
REPERCUSSÃO – Edison mora com os pais em um sítio, em Bom Jardim. As origens humildes não o impediram de realizar o sonho de ser famoso. Usando um teclado, um microfone e uma câmara, Edison gravou  “Pra Vida Inteira” e postou no mural de Wesley Safadão. “Eu fiquei impressionado porque o vídeo bateu 1 milhão de visualizações em menos de oito horas”, conta. Surpresa maior, porém, foi quando Safadão compartilhou o vídeo no dia seguinte, dizendo ter gostado demais da música. “Pensei ‘o Wesley não precisa mais gravar, precisa mais de nada’. Só de ele ter feito aquilo ali já valeu tudo”, conta Edison.

Com a repercussão positiva na página, de mais de 2 milhões de visualizações em dois dias, o jovem criou a hashtag #GravaSafadão, que contou com grande adesão do público nas redes sociais. Em entrevista ao portal NE10 em junho, Safadão mandou um recado, convidando Edison para uma conversa no camarim no próximo show que ele fizesse. Daí para a frente, só faltava um empurrãozinho para o jovem conseguir realizar seu sonho.
“A gente recebeu o convite do pessoal do Domingo Legal, eles foram em Bom Jardim, até o sítio, e contaram toda a minha história”, relata o jovem. “O pessoal pensa que em TV é tudo montadinho, feito uma novela, mas eu tive uma experiência que foi toda baseada na realidade”, conclui. E o badalado Safadão? Como é na vida real? “Ele é um cara muito humilde, tirou foto, brincou comigo, um cara gente fina demais”, conta o sortudo Edison.


PRÓXIMOS PASSOS – Além de ter conhecido Safadão, que prometeu gravar sua música, Edison ganhou vários outros presentes. Pedrinho Pegação também se afeiçoou à história do jovem, que virou uma espécie de padrinho para Edison. “Já está tudo confirmado, o Wesley vai gravar minha música, e o Pedrinho também”, conta, orgulhoso. Além disso, Edison foi convidado a participar de shows dos dois músicos, para performar “Pra Vida Inteira” em cima dos palcos.
Perguntado sobre o futuro, agora que realizou seu sonho, Edison diz que está focando no primeiro álbum, o recém-lançado “É Só Enchendo e Derramando”, que conta com 11 músicas autorais. Apesar da paixão do jovem ser por forró, ele conta que o estilo do CD é o brega, por fazer mais sucesso entre seu público e pela facilidade de gravar com o teclado. “Eu sou tecladista faz nove anos, e há quatro anos comecei a cantar. Sempre sonhei em ter uma banda de forró”, conta. Com o apadrinhamento de Wesley Safadão e Pedrinho Pegação, Edison sonha, agora, com a ajuda de um empresário que o ajude a despontar na carreira musical. O NE10 já sabe: vai longe!
http://entretenimento.ne10.uol.com.br/




Sem comentários:

Publicar um comentário