Greve de servidores do Detran-PE não altera pagamento de IPVA Motoristas podem fazer consulta pela internet e pagar boletos em agências bancárias, Correios e casas lotéricas. Agendamento de serviços está suspenso.

Greve de servidores do Detran-PE não altera pagamento de IPVA
Motoristas podem fazer consulta pela internet e pagar boletos em agências bancárias, Correios e casas lotéricas. Agendamento de serviços está suspenso.



em meio ao movimento grevista dos servidores do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE), o órgão alerta aos motoristas que a paralisação dos serviços na sede, na Zona Oeste do Recife, nos shoppings centers e nas circunscrições do interior (Ciretrans) não prejudica o pagamento do licenciamento de 2017 e do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).
Por causa da greve, os motoristas não estão conseguindo agendar serviços. Por isso, só pode ir até as unidades do Expresso Cidadão espalhadas pelo Grande Recife quem já está com horário marcado. Apenas com o término da paralisação os agendamentos devem ser retomados.
De acordo com o Detran-PE, é possível consultar informações sobre débitos e acessar o boleto de pagamento do IPVA por meio da internet. O motorista precisa entrar na página do órgão de trânsito e buscar o campo ‘Consulta de placa’. Lá, clicar em ‘detalhamento de débito’, informar o CPF, em caso de pessoas físicas, ou CNPJ, para empresas. Por último, escolher a forma de emissão das guias de pagamento.
Para pagar, não é necessário ir ao Detran-PE. Os boletos devem ser apresentados em agências bancárias do Bradesco, Santander, Caixa Econômica Federal e Itaú, além de casas lotérias e bancos postais dos Correios. O prazo para quitar as taxas de carros com placas terminadas em 3 e 4 vai até esta terça-feira (14). No entanto, os motoristas podem circular com o documento antigo até junho



Movimento
Os serviços do Detran-PE foram suspensos por tempo indeterminado desde a segunda-feira (13). De acordo com o sindicato dos servidores do órgão, a categoria deflagrou a greve que tinha sido decretada durante assembleia realizada na quarta-feira (8).
De acordo com o sindicato, não há expediente na sede, na Iputinga, na Zona Oeste do Recife, nos shoppings centers e nas circunscrições de trânsito (Ciretrans) do interior. Atendimentos ocorrerão nas unidades do Expresso Cidadão, uma vez que lá atuam servidores de outras secretarias.
O presidente do sindicato, Alexandre Bulhões, informou, por telefone, nesta segunda, que a categoria cobra itens pendentes da pauta de reivindicações entregue ao governo do estado em 2015 e em 2016. Um dos principais pontos é a questão relativa ao plano de saúde dos mais de 1.300 servidores.
Outras greves
Em 2016, os servidores do Detran-PE realizaram várias greves. Em agosto, houve redução dos serviços na sede. No dia 11 deste mês, os servidores do Detran-PE fizeram uma paralisação e só voltaram ao trabalho cinco dias depois. Eles reivindicavam a revisão dos termos de contrato do plano de saúde.
No dia 8, houve paralisação de expediente pela manhã. No dia 3, a categoria cruzou os braços por 24 horas. Todos os atos tiveram como objetivo exigir alterações no plano de saúde. Em março, os servidores fizeram uma greve de pouco mais de um mês. Na época, a categoria exigiu aumento do valor do tíquete-refeição.
Em março, teve início a grave de maior duração em 2016. O movimento só foi encerrado depois de mais de um mês. Na época, o presidente do sindicato, Alexandre Bulhões, informou que a categoria elaborou, em parceria com a presidência do órgão, um calendário especial para fazer a reposição dos dias parados e evitar mais prejuízos aos usuários.

SAIBA MAIS



Comentários