Lombadas eletrônicas em rodovias de PE voltam a funcionar nesta quarta-feira DER afirma que pagou parte da dívida e serviço vai ser normalizado até as 15h. Rede semafórica segue sem manutenção, por causa de dívida.

Lombadas eletrônicas em rodovias de PE voltam a funcionar nesta quarta-feira
DER afirma que pagou parte da dívida e serviço vai ser normalizado até as 15h. Rede semafórica segue sem manutenção, por causa de dívida.




a pos onze dias desligados por falta de pagamento, os equipamentos de fiscalização eletrônica nas rodovias estaduais que cortam Pernambuco devem ser reativados até as 15h desta quarta-feira (15). De acordo com o Departamento Estadual de Estradas de Rodagem de Pernambuco (DER-PE) os $ 4,7 milhões relativos ao contrato desde agosto de 2016 foram pagos pacialmente, até o mês de dezembro, à Serttel/Perkons, empresa que administra as lombadas.
Apesar disso, os 128 semáforos instalados nas vias do estado continuam sem manutenção, por causa da dívida acumulada de R$ 1,8 milhão, desde maio do ano passado. Segundo o DER, a diretoria do departamento se reúne também nesta quarta-feira, para tentar chegar a um acordo sobre o pagamento da dívida, mas ainda não há previsão de restabelecimento do serviço.
A empresa desligou os equipamentos no dia 4 de fevereiro, apontando que estava desde agosto de 2016 sem receber os valores relativos ao contrato da fiscalização eletrônica e desde maio de 2016 do contrato da rede semafórica.



Por meio de nota, a Serttel/Perkons explicou que houve diversas tratativas para tentar conseguir receber o pagamento e quitar a dívida referente à fiscalização eletrônica em Pernambuco e que havia chegado ao limite da capacidade financeira de manter a operação e, por isso, suspendeu os serviços. Ao todo, existem 69 radares instalados em 138 faixas de rodovias estaduais de Pernambuco.
As “lombadas” verificam se os motoristas estão respeitando os limites de velocidade estabelecidos nas vias e são ferramentas essenciais na prevenção de acidentes, que anualmente, em todo o país, custam cerca de R$ 2,3 bilhões, segundo a Organização Mundial da Saúde. A dívida, segundo a Serttel/Perkons, chega a R$ 4,7 milhões do contrato de fiscalização eletrônica e R$ 1,8 milhões do contrato da rede semafórica.
Licitação
Na segunda-feira (13), o Departamento Estadual de Estradas de Rodagem de Pernambuco (DER-PE) foi obrigado a suspender o processo licitatório para contratação da empresa que ficará responsável pela locação de equipamentos e prestação de serviços de manutenção de semáforos e fiscalização de velocidade. A determinação é do Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE).
O tribunal acatou a denúncia da Serttel. A empresa denunciante alegou uma série de irregularidades no processo licitatório, entre elas ilegalidade na adoção do sistema de registro de preço e incompatibilidade com o objeto licitado.
SAIBA MAIS

Comentários