Orla do Recife recebe cruzes em protesto contra mortes violentas no estado Foram 977 homicídios nos dois primeiros meses do ano, segundo a Secretaria de Defesa Social. Ato foi convocado por grupos cristãos.

Orla do Recife recebe cruzes em protesto contra mortes violentas no estado
Foram 977 homicídios nos dois primeiros meses do ano, segundo a Secretaria de Defesa Social. Ato foi convocado por grupos cristãos.


A  praia do Pina, na Zona Sul do Recife, recebeu mais de mil cruzes, pintadas de preto, na manhã deste sábado (25). O ato, promovido por entidades cristãs, é um protesto contra a violência no estado, em especial os quase mil assassinatos registrados somente nos dois primeiros meses do ano no estado.
"O nosso entendimento, o que a gente percebe do evangelho, é que Jesus foi aquele que tomou as dores daquelas pessoas que não tinham voz. Então, a gente está tentando dar uma visibildiade a essas mortes que têm ocorrido", explica o pastor Tales Ferreira, um dos organizadores do ato.



Segundo a Secretaria de Defesa Social, 977 pessoas foram vítimas de homicídio nos meses de janeiro e fevereiro deste ano. Desse total de homicídios, 497 foram registrados em fevereiro deste ano, o que representa um aumento de 61,8% com relação ao número de assassinatos cometidos em todo o estado no mesmo mês no ano passado, quando ocorreram 307 casos desse crime.
Os dados referentes ao mês de março só devem ser divulgados no dia 15 de abril, mas a crescente fez com que um grupo de 36 entidades evangélicas se reunisse para fazer o alerta. Além das cruzes fincadas, os organizadores levaram faixas e buscaram conscientizar a população para todos juntos pedirem por ações do governo para combater à violência.
"A principal motivação é indignação com os índices alarmentes que estamos tendo aqui no estado. Então, é uma questão de caos na segurança pública", aponta a jornalista Alice Moreira.

Operação Impacto Integrado
Para conter a onda de violência, a SDS lançou neste sábado (25) uma operação para integrar diversos batalhões em uma determinada área. O primeiro bairro a receber a ação vai ser o Ibura, na Zona Sul do Recife. O objetivo é que os policiais militares verifiquem 300 veículos por dia, além de pedestres considerados suspeitos, dependendo da avaliação da equipe.

SAIBA MAIS


Comentários